Leite condensado
Thiaguinho

Letra

É, meu amigo falou que é bom
Eu quero pegar também
Desculpa falar desse jeito
Mas se eu te pegar, não conto pra ninguém
Sei que você gosta de negrão
E quer me pegar também
Não adianta se fazer de santa
Conheço o seu tipo, não vem que não tem
te vejo e lembro do que ele falou
(Ai) olhar pro teu corpo me dá calor
(Ai) não olha assim pra mim
Eu sei que você gosta quando te tratam assim
Pode me usar, pode ficar à vontade
Pode brincar do que quiser comigo
Quatro paredes é intimidade
É leite condensado no umbigo
Não me fale, não
Que eu não aceito não
Só quero ouvir não pare
Não, não, não
Não me fale, não
Que eu não aceito não
Só quero ouvir não pare
Não, não, não
É, meu amigo falou que é bom
Eu quero pegar também
Desculpa falar desse jeito
Mas se eu te pegar, não conto pra ninguém
Sei que você gosta de negrão
E quer me pegar também
Não adianta se fazer de santa
Conheço o seu tipo, não vem que não tem
te vejo e lembro do que ele falou
(Ai) olhar pro teu corpo me dá calor
(Ai) não olha assim pra mim
Eu sei que você gosta quando te tratam assim
Pode me usar, pode ficar à vontade (pode me usar)
Pode brincar do que quiser comigo (pode brincar)
Quatro paredes é intimidade (vem que vem)
É leite condensado no umbigo
Não me fale, não
Que eu não aceito não
Só quero ouvir não pare
Não, não, não
Não me fale, não
Que eu não aceito não
Só quero ouvir não pare
Não, não, não (Não, não, não)

Vídeo

Porque a letra é problemática:

Ah, lá. O "não aceito não" aparecendo mais uma vez. Qual é o grande problema de associar que NÂO significa NÂO? Em que momento o NÂO das mulheres foram desconsiderados? E há quem ainda vá dizer que essa música não tem nada demais.