Ciúmes dela
João Carreiro e Capataz

Letra

O amor bateu no peito.
João de Barro bateu asas.
Um coração apaixonado.
Sempre busca uma casa.
Arquiteto, engenheiro.
Mestre de obra e pedreiro.
Projetou sua casa.
No galho de um faveiro.
Carregando barro no bico.
Trabalhava o dia inteiro.
Pensando no seu futuro.
Junto com o amor primeiro.

A casa de João de Barro.
Tem porta e não tem janelas.
É ciúmes é ciúmes.
Que ele sente dela.
Só tem porta de entrada.
Quem entra tem que voltar.
Não tem sala nem cozinha.
Só um quarto para amar.

Vou seguir o exemplo dele.
Minha casa vou demolir.
Lá no alto da colina.
Outra eu vou construir.
Só com porta de entrada.
E colocar a minha amada.
E quero ver ela fugir.

Vídeo

Porque a letra é problemática:

João Carreiro e Capataz contam de forma lúdica a forma de um João de Barro construir sua casinha. João de Barro tinha probleminhas de ciúme e por isso, construiu uma casa sem janelas, e só com um quarto para que a amanda não tivesses chances de escapar. Então ele traz essa história para a realidade, contando que sua ideia é contruir uma casa no alto da colina para prender sua "amada". Perturbadoramente controladores, não